quarta-feira, 20 de junho de 2012

O nascimento de um Coala



O coala é muito pouco desenvolvido ao nascer.
 Pesa apenas 0,5 g e tem menos de 20 mm de comprimento.
 O corpo é nu, cor-de-rosa e raiado de vasos sanguíneos; 
os olhos e os ouvidos estão fechados; a boca, as narinas e as
 patas posteriores são apenas um esboço. Somente as 
patas anteriores são suficientemente robustas para lhe 
permitir executar sozinho o fatigante trajeto até a bolsa 
ventral da genitora e ali permanecer agarrado a uma das duas mamas.
Por volta dos cinco meses e meio, a cria começa a sair 
do seu tranqüilo abrigo, mas não se afasta muito da mãe e,
 ao primeiro sinal de perigo, torna a entrar ou então emite 
uma espécie de vagido.

Aos 6 meses, o coala está coberto de pêlos, 
mede cerca de 20 cm e pesa entre 400 e 500 g. 
Durante os primeiros meses de vida, o regime
 alimentar do coala é muito especial: ele consome uma papa 
que é constituída de folhas de eucalipto pré digeridas 
que sai do intestino da mãe.
A permanência fora do refúgio vai aumentando e, aos 8 meses, 
torna-se definitiva. A partir daí, o jovem só enfia a cabeça 
no marsúpio quando tem de mamar. Durante as peregrinações 
noturnas, a mãe ainda o transporta sobre o dorso. 
Com cerca de 1 ano de idade, o filhote está completamente desmamado.
 Caso se trate de uma fêmea, só irá se afastar da mãe quando
 for à procura de um território próprio. Mas se for macho,
 será expulso na época reprodutiva pelo macho residente.

0 comentários:

Menu Rápido

As mais lidas

Coalize você também!

Coalize no Facebook